A Mulher Silenciosa de A. S. A Harrison

Oi gente, tudo bem? Vim fazer uma resenha bem legal e rapidinha sobre um livro que li em um único de dia e posso dizer que vocês vão se interessar!


Jodi e Todd estão juntos há 20 anos e, aparentemente, levam uma vida invejável. Todd é um empreiteiro bem-sucedido que pode bancar alguns luxos, como o enorme apartamento com uma vista deslumbrante para o lago, um Porsche (dele) e um Audi (dela) na garagem, e o estilo de vida de Jodi. Psicoterapeuta, ela atende em casa apenas dois clientes por dia, e tem tempo de sobra para as sessões de pilates, as aulas de arranjos florais, os passeios com Freud, o golden retriever do casal, e o preparo das refeições gourmet de que tanto gosta. Jodi ainda fica ansiosa ao ouvir a chave do marido abrindo a porta. Todd diz que nunca encontrará uma mulher igual a ela. Essa fachada perfeita, porém, está prestes a ruir. Todd é um adúltero incurável, e Jodi sabe disso. Ela é a esposa silenciosa, preparada para tolerar as traições do marido com o intuito de manter as aparências. Até que Todd sai de casa - para viver com uma mulher com metade da idade dela, filha de seu melhor amigo. Magoada, humilhada e, por fim, financeiramente abalada, Jodi começa a contemplar o assassinato como uma opção razoável. 

Nota:
                                                                

Páginas: 256.

Editora: Intrinseca.

Um livro recheado de momentos tensos e visões filosóficas sobre o cotidiano de uma mulher sabe e aceita as traições do marido, ficando feliz em cozinhar seu jantar, passar algum tempo sozinha com ele e fingir que sua vida é perfeitamente, repetindo, perfeita.

Todd é caracterizado por ser uma pessoa contente e comoda com as aventuras que vive, mas essa diferente das outras tem chance de terminar de forma trágica, vemos aos poucos a construção do personagem ser feita com alguma evolução no que ele acreditava.


O livro é todo narrado em terceira pessoa intercalando as lembranças do passado e presente sobre a perspectiva de cada um, a analise de cada um. Aos poucos, nos aprofundamos em conhecer a mente dos dois. 
É correto dizer que o trabalho de terapeuta de Jodi não parece se encaixar no cotidiano monótomo e machista em que ela vive e também se coloca.


"... está profundamente alheia ao fato de que sua vida está chegando ao auge, de que sua resiliência juvenil – que vem sendo lentamente erodida por seu casamento de vinte anos com Todd Gilbert – está se aproximando de um estágio final de desintegração, de que suas noções sobre si mesma e de como deve proceder são muito menos estáveis do que ela supunha, já que dentro de poucos meses ela se tornará uma assassina."

Em algum ponto notamos que seu apego e dependência com Todd são movidos por uma certa estabilidade em sua mente, pelo menos é isso que eu acreditei a medida que a conhecia e via sua história com as irmãs.

Mas Todd não fica longe, as paginas em que ele narra são tão interessantes quanto as dela, é realmente incrível quando um mesmo autor consegue criar duas personalidades diferentes em um único livro! 

O livro realmente tem esse magnetismo, você quer entender mais de tal relação estranha e perigosa. Sempre tentando juntar as linhas, entender os ocorridos e entrar na mente de Jodi é algo que trás até mesmo uma sensação estranha já que algumas vezes ela simplesmente parece calma demais, a vingança para ela parece algo cotidiano.

A.S.A Harrison consegue escrever de forma requintada um thriller psicológico com monstros reais, sentimentos reais e o mais interessante... algo que pode acontecer bem ao nosso lado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja gentil e não fale nada que possa magoar os outros, aproveite para deixar o link do seu blog vai que outros leitores se interessem!!

© Deitada em Nuvens - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo